Publicado em 6 de junho de 2012 às 12:56

Infraero anuncia novas medidas para feriado de Corpus Christi

O movimento nos aeroportos administrados pela Infraero deve crescer 5,15% de 6 a 11 de junho, em função do feriado de Corpus Christi (7/6). No total, 3,1 milhões de passageiros devem embarcar e desembarcar nos 66 aeroportos da rede Infraero. O maior fluxo de viajantes deve ocorrer a partir do final da tarde de quarta-feira e durante toda a quinta-feira. Na volta, o domingo e a manhã de segunda-feira devem ser os períodos mais movimentados.

Para que o trânsito de usuários e passageiros ocorra de forma tranquila, a Infraero colocará em prática um plano de ações utilizado em períodos de intenso movimento como o final do ano e o carnaval, por exemplo. As medidas contemplam o reforço nas equipes, por meio de remanejamento da escala de trabalho, e ações preventivas como a manutenção de equipamentos como pontes de embarque, elevadores e esteiras.

Nos terminais, o objetivo é manter o bom fluxo dos passageiros por meio de orientações e esclarecimento de dúvidas. Para isso, a Infraero disponibiliza nos balcões de informação e em seu site o Guia do Passageiro. A publicação aponta as respostas para as dúvidas mais comuns de quem está embarcando e informa as responsabilidades e contatos dos entes do setor aéreo.

Em 19 aeroportos, os passageiros poderão acompanhar em tempo real a colocação das bagagens nas esteiras de devolução, por meio de telas de LCD instaladas nas salas de desembarque. O projeto “De Olho na Mala” está implantado nos aeroportos de Londrina (PR), Uberlândia (MG), Imperatriz (MA), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Corumbá (MS), Campina Grande (PB), Joinville (SC), Galeão (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Manaus (AM), Tabatinga (AM) e Tefé (AM), Palmas (TO), Marabá (PA), Macapá (AP), Rio Branco (AC) e Boa Vista (RR).

Além disso, os aeroportos de Campinas, Guarulhos, Congonhas, Brasília, Santos Dumont, Galeão, Recife, Fortaleza, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Confins e Manaus contam com os Centros de Gerenciamento Aeroportuário (CGAs). Os centros contam com representantes da Infraero, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), Polícia Federal, Receita Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Vigilância Agropecuária e companhias aéreas. As instituições trabalham de forma integrada, tanto monitorando o fluxo de passageiros e aeronaves, como buscando soluções imediatas para eventuais problemas.

Fonte: Infraero.